SOS inverno: como tratar a pele ressecada e a rosácea

Quem nunca precisou lidar com aquela sensação incômoda de pele ressecada por conta do tempo mais frio? Com a chegada do inverno, as temperaturas já começaram a baixar em boa parte das cidades brasileiras. Nesta época do ano, a pele começa a dar os primeiros sinais de ressecamento e pode até apresentar inflamações mais sérias.

Isso acontece porque no inverno os banhos mais quentes e a exposição aos ventos comprometem a proteção natural da pele. Essa barreira de proteção, também chamada de manto hidrolipídico, funciona como se fosse uma película que protege a epiderme. Quando ela se torna mais sensível, a cútis pode ficar mais ressecada, com pontos de vermelhidão e até mais suscetível à descamação e à irritabilidade.

Como tratar a pele ressecada

A boa notícia é que é possível adotar algumas medidas para prevenir e tratar a pele ressecada. No dia a dia, além de optar por sabonetes mais suaves e com ativos naturais que sejam hidratantes ou calmantes, por exemplo, fique atenta à temperatura da água do banho. O ideal é que ela esteja morna.

E mais: não deixe de usar o filtro solar, pois, mesmo mais fraco, o sol continua a emitir radiações ultravioleta, responsáveis por danos como o envelhecimento precoce.

Rosácea: um problema que se agrava no inverno

Quem tem rosácea sabe que este é um problema que se agrava no inverno. O clima mais seco e o vento frio podem fazer com que a pele adquira um tom avermelhado e se torne mais sensível.

A rosácea é uma inflamação crônica de pele que se manifesta principalmente no centro da face, onde ocorre o aumento de vasos sanguíneos, mas pode expandir para bochechas, nariz, testa e queixo. Coceira e sensação de ardência também podem ocorrer. Os sintomas variam de acordo com o grau de evolução.

Segundo especialistas, diversos fatores podem estar envolvidos no aparecimento da rosácea. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as causas estão relacionadas a predisposição genética, alterações emocionais e hormonais, exposição solar, uso de bebidas alcoólicas, medicamentos vasodilatadores ou fotossensibilizantes, ingestão de alimentos quentes e, é claro, mudanças de temperatura.

A rosácea é uma desordem crônica da pele para a qual ainda não se conhece a cura definitiva. No entanto, o tratamento correto pode controlar o problema.

Controle das inflamações

Nosso Programa de Combate à Rosácea é indicado para quem tem rosácea de diversos graus. Ele atua no controle das inflamações da pele, aliviando os efeitos da irritação. Por meio da ação de anti-inflamatórios, o tratamento elimina coceiras, melhora a sensibilidade e a sensação de ardência, trazendo mais conforto e bem-estar. O resultado, além de proporcionar uma pele mais homogênea, é uma cútis hidratada e revitalizada.

Após muita pesquisa sobre rosácea, os profissionais do Estúdio Mais chegaram à associação perfeita para obter os melhores resultados. O programa conta com Ativos Moduladores, Anti-Inflamatórios, Antioxidantes e Hidratantes, além de Luz Intensa Pulsada, Máscara de LED e Peeling Químico.

Procure a unidade do Estúdio Mais mais próxima de você para fazer uma avaliação. Com o tratamento certo, sua pele pode se manter saudável em qualquer estação do ano. Bom inverno!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Carrinho de compras
Abrir bate-papo
1
💬 Precisa de ajuda?
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?