6 mulheres inspiradoras que incentivam outras mulheres

O tema do post de hoje é um pouco diferente: vamos falar sobre empoderamento feminino. Por que este é o assunto do momento? Em Hollywood ou nas grandes cidades brasileiras, mulheres do mudo inteiro estão se unindo na busca por direitos iguais. Quando mulheres inspiradoras incentivam outras mulheres, a sociedade tem chances de se tornar mais justa.

Para além das atrizes de cinema que reivindicam salários iguais aos dos homens nos Estados Unidos, personalidades de todas as áreas estão bancando iniciativas que incentivam outras mulheres. Um exemplo é a tenista Serena Williams, que anunciou recentemente a criação de uma empresa para mulheres empreendedoras. A seguir, conheça as histórias de algumas delas e inspire-se você também!

6 mulheres inspiradoras que incentivam outras mulheres

Serena Williams

A tenista sempre fez uso de sua fama e popularidade para empoderar outras mulheres na luta por direitos iguais. Ela revelou recentemente a criação da Serena Ventures, empresa que investe em mulheres empreendedoras de diferentes ramos da indústria. Alguns exemplos são a Billie, uma barbearia administrada por mulheres, e a Lola, empresa de saúde criada por líderes femininas.

“A Serena Ventures se concentra em empresas que estão iniciando sua trajetória, dando a elas a oportunidade de serem ouvidas”, diz o site da empresa. “À medida que crescemos, esperamos orientar jovens fundadores e levar os empreendedores a um nível mais alto. A Serena Ventures amplia relacionamentos, incentiva a colaboração entre as empresas do portfólio e expande as oportunidades de parceria.”

Malala

Mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel, a ativista paquistanesa perseguida pelo Talibã transformou sua história de vida em inspiração na luta pela liberdade das mulheres no mundo inteiro. Exilada na Inglaterra, ela criou o Fundo Malala para promover a educação de meninas e desde então vem investindo em países da África e da Ásia.

Aos 21 anos, é estudante do curso de Filosofia, Política e Economia em Oxford, no Reino Unido, e viaja promovendo palestras sobre o poder transformador das mulheres. Em 2018, ela esteve no Brasil participando de alguns eventos e decidiu apoiar três iniciativas lideradas por brasileiras em sua primeira incursão na América Latina.

Angelina Jolie

Estrela de filmes como Malévola e Sr. & Sra. Smith, a atriz é muito mais do que um ícone de beleza. Como Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), ela esteve em zonas de guerra e decidiu lutar pelas mulheres em situação de risco.

Em parceria com a Escola de Economia de Londres, abriu o Centro para Mulheres, Paz e Segurança com o objetivo de aumentar a participação feminina na resolução de conflitos e acabar com a violência sexual em áreas de risco.

Emma Watson

A Hermione da série Harry Potter cresceu. A atriz, modelo e ativista britânica é atualmente Embaixadora da Boa Vontade da Agência ONU Mulheres e sua primeira missão foi a divulgação da campanha HeForShe (Ele por Ela). “Deveríamos parar de nos definir pelo que não somos e começarmos a nos definir pelo que somos”, afirma.

A ideia da campanha é que os homens se engajem na luta para que suas filhas, irmãs e mulheres possam se livrar do preconceito. “Tanto os homens quanto as mulheres devem se sentir no direito de ser fortes. Já é hora de vermos os gêneros como um conjunto, e não como um jogo de polos opostos. Devemos parar de nos desafiar uns aos outros”, declarou a estrela.

Fernanda Yamamoto

Destaque no cenário da moda nacional, em que ficou conhecida pelos processos artesanais e materiais nobres, a estilista paulistana tem marca própria desde 2007. Durante uma viagem à região do Cariri, na Paraíba, ela conheceu de perto a renda renascença e as mulheres do coletivo Cunhã, que significa “mulher” na língua tupi.

O impacto foi tão forte que em 2016 ela iniciou uma coleção em parceria com as 77 rendeiras do coletivo, que tem como missão fortalecer as mulheres no enfrentamento ao patriarcado, na luta pela igualdade de gênero e na transformação social.

Taís Araújo

Nomeada pela ONU Mulheres como defensora dos direitos da mulher, a atriz já foi apontada como uma das 100 personalidades negras mais influentes do mundo.

Atualmente exerce sua função social discutindo temas como machismo e racismo. “Minha missão é fazer a mensagem chegar ao maior número de pessoas”, diz.

Nós aqui do Estúdio Mais estamos muito inspirados com tantas histórias fascinantes. E você? Conhece alguma mulher inspiradora? Acesse nossas redes sociais e deixe o seu comentário!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Carrinho de compras
Abrir bate-papo
1
💬 Precisa de ajuda?
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?